Perguntei....

Pro psy (zuando): Quem e vc?

E ele disse: Sou a pessoa que quer te fazer muito feliz...

E eu disse: Papai Noel.... nao, coelinho.. melhor... FADA DO DENTE.. vc e a FADA DO DENTE heheheh

Asteróide pode cair na tera... Bill Gates pego no 1o de Abril, Athenas 2004... Novas notícias em NEWS
Antes de sair no Jornal Nacional as notícias saem aqui hahahha!!!

Na seção News foi colocada ontem uma matéria sobre o risco de primos terem filhos... Acho que a globo anda lendo meu site, hehehehe

Blog também foi atualizado... Um post enorme e outro com o mito da caverna!!!

Para entender o post anterior...

O mito da caverna


Extraido de "A Republica" de Platao

SOCRATES - Figura-te agora o estado da natureza humana, em relacao a ciencia e a ignorancia, sob a forma alegorica que passo a fazer. Imagina os homens encerrados em morada subterranea e cavernosa que da entrada livre a luz em toda extensao. Ai, desde a infancia, tem os homens o pescoco e as pernas presos de modo que permanecem imoveis e so veem os objetos que lhes estao diante. Presos pelas cadeias, nao podem voltar o rosto. Atras deles, a certa distancia e altura, um fogo cuja luz os alumia; entre o fogo e os cativos imagina um caminho escarpado, ao longo do qual um pequeno muro parecido com os tabiques que os pelotiqueiros poem entre si e os espectadores para ocultar-lhes as molas dos bonecos maravilhosos que lhes exibem.

GLAUCO -Imagino tudo isso.

SoCRATES -Supoem ainda homens que passam ao longo deste muro, com figuras e objetos que se elevam acima dele, figuras de homens e animais de toda a especie, talhados em pedra ou madeira. Entre os que carregam tais objetos, uns se entretem em conversa, outros guardam em silencio.

GLAUCO -Similar quadro e nao menos singulares cativos!

SoCRATES -Pois sao nossas imagens perfeitas. Mas, dize-me: assim colocados, poderao ver de si mesmos e de seus companheiros algo mais que as sombras projetadas, a claridade do fogo, na parede que lhes fica fronteira?

GLAUCO -Nao, uma vez que sao forcados a ter imoveis a cabeca durante toda a vida.

SoCRATES -E dos objetos que lhes ficam por detras, poderao ver outra coisa que nao as sombras?

GLAUCO -Nao.

SoCRATES -Ora, supondo-se que pudessem conversar, nao te parece que, ao falar das sombras que veem, lhes dariam os nomes que elas representam?

GLAUCO -Sem duvida.

SoRATES -E, se, no fundo da caverna, um eco lhes repetisse as palavras dos que passam, nao julgariam certo que os sons fossem articulados pelas sombras dos objetos?

GLAUCO -Claro que sim.

SoCRATES -Em suma, nao creriam que houvesse nada de real e verdadeiro fora das figuras que desfilaram.

GLAUCO -Necessariamente.

SoCRATES -Vejamos agora o que aconteceria, se se livrassem a um tempo das cadeias e do erro em que laboravam. Imaginemos um destes cativos desatado, obrigado a levantar-se de repente, a volver a cabeca, a andar, a olhar firmemente para a luz. Nao poderia fazer tudo isso sem grande pena; a luz, sobre ser-lhe dolorosa, o deslumbraria, impedindo-lhe de discernir os objetos cuja sombra antes via.

Que te parece agora que ele responderia a quem lhe dissesse que ate entao so havia visto fantasmas, porem que agora, mais perto da realidade e voltado para objetos mais reais, via com mais perfeicao? Supoem agora que, apontando-lhe alguem as figuras que lhe desfilavam ante os olhos, o obrigasse a dizer o que eram. Nao te parece que, na sua grande confusao, se persuadiria de que o que antes via era mais real e verdadeiro que os objetos ora contemplados?

GLAUCO -Sem duvida nenhuma.

SoCRATES -Obrigado a fitar o fogo, nao desviaria os olhos doloridos para as sombras que poderia ver sem dor? Nao as consideraria realmente mais visiveis que os objetos ora mostrados?

GLAUCO - Certamente.

SoCRATES -Se o tirassem depois dali, fazendo-o subir pelo caminho aspero e escarpado, para so o liberar quando estivesse la fora, a plena luz do sol, nao e de crer que daria gritos lamentosos e brados de colera? Chegando a luz do dia, olhos deslumbrados pelo esplendor ambiente, ser-lhe ia possivel discernir os objetos que o comum dos homens tem por serem reais?

GLAUCO -A principio nada veria.

SoCRATES -Precisaria de algum tempo para se afazer a claridade da regiao superior. Primeiramente, so discernira bem as sombras, depois, as imagens dos homens e outros seres refletidos nas aguas; finalmente erguendo os olhos para a lua e as estrelas, contemplaria mais facilmente os astros da noite que o pleno resplendor do dia.

GLAUCO -Nao ha duvida.

SoCRATES -Mas, ao cabo de tudo, estaria, decerto, em estado de ver o proprio sol, primeiro refletido na agua e nos outros objetos, depois visto em si mesmo e no seu proprio lugar, tal qual e.

GLAUCO -Fora de duvida.

SoCRATES -Refletindo depois sobre a natureza deste astro, compreenderia que e o que produz as estacoes e o ano, o que tudo governa no mundo visivel e, de certo modo, a causa de tudo o que ele e seus companheiros viam na caverna.

GLAUCO -e claro que gradualmente chegaria a todas essas conclusoes.

SoCRATES -Recordando-se entao de sua primeira morada, de seus companheiros de escravidao e da ideia que la se tinha da sabedoria, nao se daria os parabens pela mudanca sofrida, lamentando ao mesmo tempo a sorte dos que la ficaram?

GLAUCO -Evidentemente.

SoCRATES -Se na caverna houvesse elogios, honras e recompensas para quem melhor e mais prontamente distinguisse a sombra dos objetos, que se recordasse com mais precisao dos que precediam, seguiam ou marchavam juntos, sendo, por isso mesmo, o mais habil em lhes predizer a aparicao, cuidas que o homem de que falamos tivesse inveja dos que no cativeiro eram os mais poderosos e honrados? Nao preferiria mil vezes, como o heroi de Homero, levar a vida de um pobre lavrador e sofrer tudo no mundo a voltar as primeiras ilusoes e viver a vida que antes vivia?

GLAUCO -Nao ha duvida de que suportaria toda a especie de sofrimentos de preferencia a viver da maneira antiga.

SoCRATES -Atencao ainda para este ponto. Supoe que nosso homem volte ainda para a caverna e va assentar-se em seu primitivo lugar. Nesta passagem subita da pura luz a obscuridade, nao lhe ficariam os olhos como submersos em trevas?

GLAUCO -Certamente.

SoCRATES -Se, enquanto tivesse a vista confusa --porque bastante tempo se passaria antes que os olhos se afizessem de novo a obscuridade --tivesse ele de dar opiniao sobre as sombras e a este respeito entrasse em discussao com os companheiros ainda presos em cadeias, nao e certo que os faria rir? Nao lhe diriam que, por ter subido a regiao superior, cegara, que nao valera a pena o esforco, e que assim, se alguem quisesse fazer com eles o mesmo e dar-lhes a liberdade, mereceria ser agarrado e morto?

GLAUCO -Por certo que o fariam.

SoCRATES -Pois agora, meu caro GLAUCO, e so aplicar com toda a exatidao esta imagem da caverna a tudo o que antes haviamos dito. O antro subterraneo e o mundo visivel. O fogo que o ilumina e a luz do sol. O cativo que sobe a regiao superior e a contempla e a alma que se eleva ao mundo inteligivel. Ou, antes, ja que o queres saber, e este, pelo menos, o meu modo de pensar, que so Deus sabe se e verdadeiro. Quanto a mim, a coisa e como passo a dizer-te. Nos extremos limites do mundo inteligivel esta a ideia do bem, a qual so com muito esforco se pode conhecer, mas que, conhecida, se impoe a razao como causa universal de tudo o que e belo e bom, criadora da luz e do sol no mundo visivel, autora da inteligencia e da verdade no mundo invisivel, e sobre a qual, por isso mesmo, cumpre ter os olhos fixos para agir com sabedoria nos negocios particulares e publicos.

Chaos Total

Bom, minha vida ta uma zona... nao ando dormindo bem, ando muuuito cansada.. com sono, com fome e com vontade de ficar na minha cama pra sempre....

As provas estao chegando... e eu nem sei por onde comecar.... na verdade comecei por calculo, que e a materia que eu mais gosto... mas deveria estar estudando o que detesto.. mas nem isso sei definir... tem tb o fato de que, no fundo, a cada dia que passa, eu me sinto mais sozinha... mais perdida nesse mundo...

Fui dormir as 8 horas da noite... logo que cheguei... e queria dormir ate a hora de ir pra facu, pra nao precisar pensar na minha vida... ta insuportavel ter tempo livre... de qq forma minha mae me acordou... e estou eu aqui, acordada.... fogo viu!!!

Fui no Blog do Celsinho e la tinha um link pro Blog do Tbone, e como ele mudou de servidor eu acabei chegando no Blog do Hellz... Bom, isso tudo pra dizer que eu ja tinha entrado no Hellz, mas que acabei lendo umas coisas que me deixaram pensando....

"Voces ja repararam no numero absurdo de gente que voce ve na rua, no seu ambiente de trabalho, em qualquer lugar, que parece estar vivendo por inercia, sem aparentar preocupacao e motivacao com nada?

Acho que eu prefiro meu humor e minha auto estima estilo montanha russa (cada dia ta de um jeito), do que ser meio zumbi que nem tantas pessoas por ai."


Na boa.... eu tb acho... tenho achado muitas coisas ultimamente.. tenho achado que seria melhor para todos que realmente convivem comigo que eu fosse "deletada" desse mundo... principalmente pra minha mae.... eu nao consigo ser um zumbi e acabo magoando e muito quem eu amo... nao sou do tipo que danca qq musica... que faz o que os outros querem, ou acham melhor, a nao ser que eu ache certo... foda isso... nao e revolta... e sei la.. talvez medo de ser feliz .. na verdade muitas vezes me pergunto:"o que e felicidade?" Felicidade nesse mundo que vivemos e ter dinheiro, e ter uma familia, amigos e um bom trabalho... mas na verdade o que esta por tras de tudo isso e uma logica capitalista fudida.... nao sou contra o capitalismo nao.. na verdade acho que nao sou mais contra nada.... so nao quero viver assim, nem na ditadura, nem no socialismo... queria poder realmente ser a Tatiana.. queria poder mostrar o meu melhor... mas nao deixam.... o mundo nao aceita o melhor das pessoas, so aceita o que a logica vigente permite.... Voce e um bom artista? otimo, seja feliz no capitalismo, onde a cultura e comprada e absorvida pela elite. Agora, nao espere que isso ocorra numa ditadura.... a nao ser que "dance" como eles queiram... ou vc sera julgado um louco... ou talvez algo pior... e assim que me sinto... penso que minhas potencialidades nao sao desenvolvidas.... que nao me deixam sair da caverna... na verdade querem que cada vez mais eu me amarre as pedras e que tente, depois de ver a claridade ver as sombras.. nao consigo...