Mais um sonho..

Nem sei se deveria postar esse sonho.... mas ai vai.... quem tiver coragem de ler... isso aqui ta mais pra novela mexicana... minha empregada morreu de rir...

Hoje eu tive o melhor sonho de todos os tempos.... comecou de uma maneira estranha... eu tava andando e falando pra uma mulher:
- Usamos esse recurso na casa pq assim nao precisariamos modificar muito o terreno, achamos legal a vista.. e mesmo esse morro.... esse sistema torna todos o andares terreos, ja que estao apoiados no na terra.... e nao perdemos a bela vista dos campos....
- Ah sim, achei fabuloso... nao vejo hora de ver a casa por dentro...
E entramos na casa... era a minha casa.. e era maravilhosa.... tudo muito do meu jeito... tudo alegre, despojado, mas sem perder aquela coisa de casa aconchegante.... de deitar no sofa e meio que se sentir abracado..... a primeira parte era uma sala enorme... como uma sala de visitas... um tapete delicioso num canto perto da lareira, lindos quadros nas paredes uma escada para o piso superior e 4 portas... uma para o home, uma pra sala de jantar, uma pro lado de fora, que foi por onde entramos e uma pro lavabo.... Minha visita pediu para usar o lavabo, e eu mostrei a ela qual das portas eram... enquanto ela ia ao banheiro ouvi um barulho de carro, os cachorros (eram 5 cachorros em casa) comecaram a latir e sairam direto pro portao.... e com a festa que comecaram a fazer eu tinha certeza que era ele.... nesse minuto meu sonho passou de portugues para italiano... e eu percebi que nao morava no Brasil... e sim na Italia..... e quando a porta da sala abriu um cara lindo, mais ou menos 1,90 de altura, moreno, olhos castanhos, lindo, gosto, entrou pela perto, me pegou me deu um beijo e ficou abracado comigo.... sim... eu era casada, e morava numa casa simplesmente fabulosa na Italia, com o cara mais gato que eu ja sonhei em toda a minha vida.... Quando a moca saiu, nessas horas eu ja sabia que ela era de uma revista de arquitetura e decoracao de Roma... e ja sabia tb que meu marido era engenheiro civil, que nos tinhamos nos conhecido quando eu tinha ido fazer um mochilao pela Europa....
- Buona cera - Disse a moca sorrindo muito para o Giovanni
- Buona cera - Respondeu ele, com toda sua diplomacia e polidez.... ele era realmente tudo que eu poderia querer....
- As mas linguas sempre me disseram que seu marido era a sua maior joia, mas nao sabia que era tanto.
- O Gi foi a melhor coisa que a Fontana di trevi poderia ter me dado.
Sentamos todos na sala e comecei a contar nossa historia para ela
- Bom, eu tinha acabado minha faculdade de engenharia no Brasil, nunca estive feliz morando la, meu sonho sempre foi morar fora.... eu tinha 23 anos, era tempestuosa e nunca fui de me contentar com pouco.... muito da minha vida ja tinha mudado, e verdade, tinha conseguido um super emprego bacana, mas nao era isso que eu buscava... indo contra o que todos achavam que eu deveria fazer eu vendi meu meu apartamento, meu carro, e sai com uma mochila, e fui pro aeroporto, direto para a Inglaterra..... eu tinha feito intercambio pra la uns 7 anos antes.... e logo que cheguei me senti em casa..... consegui entrar sem problemas pelo meu passaporte grego.... consegui achar um apartamento perto de Piccadilly circus, bem no centro de Londres e um emprego numa cidadezinha bem proxima, nao levava 30 minutos de trem.... de engenheira de uma multinacional no Brasil eu passei para mecanica de uma fabriquinha fuleira.... mas eu estava feliz... meu salario era razoavel e eu nao tinha que trabalhar muito, eu era do setor de manutencao. Dessa forma me restou tempo para validar meu diploma brasileiro junto a uniao europeia, sair para as baladas inglesas que, sem duvida, sao as melhores do mundo e comecar um relacionamento com um australiano que morava trabalhava comigo na fabrica.... quase um ano tinha se passado, eu e o Paul (nome do meu namorado), fomos morar juntos.... e resolvemos que iriamos viajar pela Europa durante os dois meses em que a fabrica ficava fechada. Juntamos nosso dinheiro e fomos para.... Espanha, Potugal, Franca, Suica, Alemanha, austria e a viagem continuaria pela Italia, Grecia e Egito.... passariamos quase uma semana em cada um dos paises.... estava tudo correndo bem, estavamos nos divertindo ate chegarmos na Italia... eu me lembrava muito bem da Fontana di trevi.... conta a lenda que se vc jogar uma moeda vc pode fazer um pedido... e que a sua moeda o levara em breve novamente a fonte.... eu queria pq queria ir na fonte... mas o Paul nao queria.... ele queria ir ver um outro negocio que estava acontecendo perto.... combinamos que nos nos encontrariamos pra almocar... esse encontro nunca aconteceu....
- Eu estava super atrasado para uma reuniao... e a maneira mais rapida de chegar era de moto.. o transito estava terrivel aquele dia e, de carro, eu nunca chegaria.... foi quando eu passei correndo pela rua em cima da fonte e uma garota estava atravessando.. ela teve que se jogar na calcada ou eu a teria atropelado.... Parei a moto, joguei-a no chao e sai correndo pra ir socorrer a moca, que estava chorando pois deveria estar com alguma coisa quebrada..... ela nao parava de falar, mas eu nao entendia nada do que ela falava, primeiro porque era portugues e segundo porque ela estava me xingando... mas ela magicamente parou de gritar quando eu tirei o capacete....
- Pois e, ele quase me matou.... mas quando ele tirou o capacete e olho nos meus olhos com uma cara de "oh me perdoe" eu perdi a fala, meu braco nem doia mais.... eu estava completamente atordoada... e desmaiei...
- Nessa hora fiquei mais preocupado ainda... eu quase tinha matado uma pessoa e ela estava desmaiada, eu tinha uma reuniao em que nao poderia faltar de modo algum.. estava desesperado.... liguei para irmao e pedi para que ele viesse correndo me ajudar.... e ele foi, ele a levou para o hospital enquanto eu ia para a reuniao.... mas passei o tempo todo pensando nela..... como ela deveria estar...
- Eu fui com o Marco para o hospital.... acordei num quarto de hospital, deitada na cama, com soro na veia, o braco engessado, minha perna enfaixada, fui abrindo os olhos aos poucos, quando eu olhei pro lado achei que era o Paul que estava la, depois consegui ver que, na verdade, quem estava ao meu lado era alguem de cabelos pretos.... achei que fosse o cara que tinha me atropelado, mas nao, era alguem muito parecido com ele.. eu quis me levantar, mas ele nao deixou e disse : "Ola, meu nome e Marco, sou irmao do Giovanni, o louco que te atropelou."
Nesse momento eu vi o sorriso mais lindo do mundo, era o que eu achava ate aquela hora, e retribui com um quase sorriso e com um gemido de dor na hora em que tentei mexer a minha perna e entao disse novamente: "Ei mocinha, calma... vc nao esta podendo fazer muita arte.... acho que vc estava mesmo querendo escapar do meu irmao quando se jogou na calcada.... Agora me diga, estava sozinha? Tem alguem que devemos avisar?" Nao.... ahnnn sim, sim, meu namorado.... mas eu nao consigo me lembrar do nome do hotel..... quem sabe se vc olhar na minha agenda... Ele abriu minha bolsa e senti um frio na espinha, como se todos os meus segredos estivesse, agora, nas maos de um completo estranho.... Ele pegou logo a minha agenda e comecou a olhar... a mesma agenda que eu tinha a quase 5 anos, amava a agenda, era so trocar o refil.... ele comecou a ver minhas fotos com o Paul, as fotos da fabrica, as milhares de paginas com contas, e anotacoes em alemao.... deu uma franzida na testa que, depois de algum tempo, eu iria descobrir que era a marca registrada da familia, e ele disse: " Nossa, sortudo esse seu namorado" e virou a agenda pra mim me mostrando uma foto em que eu estava com o Paul em Brighton, no verao do ano anterior... Nao pude deixar de ficar vermelha....
Marco pegou o celular e ligou para o hotel... pediu para falar com o senhor Paul, que prontamente atendeu ao telefone, fazendo com que o Marco passasse seu celular pra mim... em ingles comecei a falar com meu namorado.... eu quase fui atropelada mas estou, posso dizer, bem..... eu so queria pedir para que voce nao parasse a vigem por minha causa..... eu vou me virar por aqui.... vou ficar essas ultimas tres semanas aqui mesmo e depois volto pra Inglaterra.... Ele ficou meio relutante... passou no hospital para me ver e foi embora.... Nisso o Giovanni foi no hospital...
- e... sai da reuniao e fui direto pra la..... comprei umas flores... quando entrei no quarto e vi meu irmao e ela conversando senti um no na garganta, mas achei que fosse besteira.... entrei, conversei com ela, pedi desculpas, disse que todos os custos seriam por minha conta, que ela nao se preocupasse e perguntei onde ela morava.... ela me disse que morava em Londres....
- Nessa hora ele fez uma carinha... ate hj eu lembro
- Mentira, eu nao gostava de vc ainda...
- hahahaha, ta bom... tenho certeza que voce me atropelou de proposito hehehehehe
- Bom, hehehehe, perguntei como ela estava e onde era seu hotel.. e disse que fazia questao que ela ficasse em casa, la eu poderia contratar uma enfermeira para ajuda-la no que precisa-se... mas meu irmao intrometido foi logo dizendo que ele mesmo poderia ajuda-la, ja que estava de ferias na faculdade e que, logo que o pe dela melhorasse, poderia me mostrar a Italia como eu nunca iria ver..... nessa hora fiquei meio puto, e disse que ficava feliz por eles terem se dado tao bem, coloquei as flores num vaso, enchi de agua e disse para me ligar caso precisa-se de alguma coisa....
- Bom, quando eu me dei conta estava numa mansao... maravilhosa.... o Marco todo empolgado me contado que algumas das estatuas que estavam no jardim tinham sido conseguidas como parte de uma divida, e que as mesmas tinha sido retiradas dos arcos do coliseu, logo apos a burguesia romana ganhar muito dinheiro mas nao ter como construir suas casas e tirar pedacos do coliseu para isso.... ele estava me ajudando a andar, meu pe ja estava bem melhor, mas meu braco ainda doia muito.... perguntei entao pelos seus pais, e ele me contou que tinham morrido quando ele era pequeno.... que o Giovanni teve que, aos 20 anos, assumir tudo que era do pai, que a duras penas conseguiu terminar a faculdade de engenharia civil, e mesmo assim conseguiu aumentar mais ainda tudo o que seu pai tinha construido, mas isso o tinha tornado alguem frio e duro, de poucos amigos, muito pratico e so voltado para o trabalho, principalmente depois que sua namorada, quase noiva o deixou no altar para fugir com o personal....
Fiquei com pena dos dois... mais ainda de pensar que aquele homem tao lindo, e educado tinha sido deixado no altar por alguem... como era possivel.. e em ver como ele tinha sido bom com o irmao, ja que este tinha se tornado alguem tao maravilhoso....
- Uma semana tinha se passado e a presenca dela me incomodava.... sua risada, o jeito como se dava bem com meu irmao, os passeios que eles faziam enquanto eu trabalhava, tudo isso me incomodava..... ate o dia em que ela foi tirar o gesso.... acho que foi nesse dia que percebi que eu estava com ciumes dela e do meu irmao, e nao que eu me sentia incomodado...
- O que ele nao sabia e que eu estava terrivelmente apaixonada por ele.... que ficava prestando atencao em tudo para conhecer mais sobre ele, sobre o que ele gostava.... Bom, o dia do gesso... o Marco me levou ao hospital, eu tinha que tirar o gesso.... o medico disse que meu braco estava otimo, que poderia ate fazer parada na barra (de ginastica olimpica) se eu quisesse... demos muita risada e fomos passear... tomamos um sorvete numa rua proxima a estatua de David (eu ja tinha tomado sorvete la quando eu fui pra Italia) e voltamos pra casa.... estava muito quente! entao decidimos entrar na piscina..... ficamos la conversando, bebendo.... e bebendo... e quando eu reparei estavamos nos beijando... muito mais pelo efeito do alcool do que por vontade de nos beijarmos..... o problema e que na hora do beijo o Giovanni chegou e viu a cena... a piscina iluminada, garrafa de champagne no chao e nos nos beijando na piscina.....
- eu fiquei louco com a cena... fui, pr aperto da agua e disse para que parassem de pouca vergonha, que se eles queriam se engolir que o fizessem no quarto e nao na piscina....
- Eu sai da piscina correndo.... peguei meu roupao e entrei na casa tentando encontra-lo pra explicar o que estava acontecendo.. na verdade nem eu sabia pq estava tao desesperada indo atras dele... afinal eu tinha um namorado me esperando na Inglaterra.. e o que eu sentia por ele era apenas platonico....
- Eu peguei meu carro e fui ate o vinhedo da familia, que ficava a cerca de 100 km de nossa casa.... estava atordoado.... pq eu tinha ficado tao mal ao ver os dois se beijando? Pq ela mexia tanto comigo? Pq eu estava me preocupando com uma inglesinha metida a besta que estava na minha casa so se aproveitando? Quando eu voltei para minha casa no dia seguinte estava tudo vazio.... fui correndo para o quarto dela e o armario estava vazio.... fui para o quarto do Marco, achei que ela poderia ter conseguido dar o golpe nele e fazer com que meu irmao fugisse com ela...... mas logo minhas duvidas acabaram.... meu irmao chegou me casa... e sozinho... perguntei onde ele estava... e ele nao me respondeu... ficou mudo... olhando para a minha cara com olhar de desprezo..... e me disse "vc esta feliz? Ela foi embora....." e eu disse que estava feliz com a pistoleira inglesinha voltando pra coroa da rainha... e ele me disse "pois saiba que nem inglesa ela e.... vc nao sabe nada sobre a pessoa maravilhosa que nos acabamos de perder".... claro que essas palavras ficaram na minha cabeca... sera que eu tinha sido injusto? Quem sera que ela era? O que sera que meu irmao sabia q eu nao?
- Enquanto isso eu estava voltando terrivelmente magoada pra Inglaterra... o Marco tinha me pedido pra vir comigo.. disse que estava apaixonado... eu disse que nao poderia.... que o lugar dele era ao lado do irmao... que eu amava outra pessoa..... quando cheguei a primeira coisa que fiz foi conversar com o Paul... descobrimos que ambos tinham se apaixonado durante as ferias.... ele por uma grega que conhecem em Rhodes e eu pelo Giovanni.... entao resolvemos continuar amigos.. e tudo ficou bem entre nos... a grega iria se mudar para a Inglaterra para morar com ele.... e eu ia ficar por la mesmo, sozinha, trabalhando, ganhando o meu dinheiro e querendo esquecer os dias maravilhosos e o final terrivel que teve a minha estadia na Italia....
- Mas o que nos nao podiamos prever era o que nos esperava... eu tive que ir pra Londres fechar um negocio..... e e claro que nao parava de pensar na Taty, com ela deveria estar magoada comigo... nessas alturas meu irmao ja tinha me contado que ela nao estava atras do nosso dinheiro, que ela era engenheira de uma boa empresa em Londres, que era brasileira, que tinha largado tudo para ir atras do sonho de morar na Europa, que era tao batalhadora quanto eu..... e isso me fazia pensar mais nela.. lembrar do seu rosto me olhando e tentando quase solucando me contar que o beijo na piscina nao tinha significado nada.... sera que ela lembrava de mim?... depois de quase 2 meses...... eu achava que nao, ja que meu irmao tinha me dito que ela tinha recusado seu amor pois estava apaixonada por outro..... fui para Londres e nao pude deixar de procura-la em cada canto... em cada esquina... em cada lugar.... mas nem sabia onde encontra-la ja que no fundo eu nem tinha dado chance a ela de mostrar como era, o que gostava..... foi derrepente que nos nos encontramos num shopping... eu estava fazendo as compras que meu irmao tinha pedido... ela estava linda, com um sobretudo preto e uma bota preta...
- eu nao acreditei quando eu o vi... fiquei me perguntando o que ele fazia la.... e a primeira coisa que eu perguntei foi se tinha acontecido alguma coisa com o marcos.... ele me disse que nao.... entao comecamos a conversar, ele me pediu desculpas pela grosseria que tinha cometido na piscina, e eu o convidei para tomar um cha em casa..... ele aceito e o cha virou cafe da manha, se e que voce me entende....
- Passamos uma noite maravilhosa juntos.... mas quando eu acordei e vi roupas de homem no banheiro dela eu nao aguentei... tinha certeza de que eram de seu namorado.... fiquei revoltado, coloquei minha roupa e peguei o primeiro aviao de volta para a Italia....
- Eu acordei assustada ao ver que ele nao estava do meu lado.... e quando fui ao banheiro e vi as roupas do Paul jogadas la tive certeza do que tinha acontecido... ele deveria achar que ainda namoravamos e que eu so tinha me divertido com ele... sendo que essa nao era a verdade.... o Paul tinha pedido para passar 2 dias em casa enquanto estava pintando seu apartamento.... e eu tinha dito que tudo bem..... Contei para o Paul o que tinha acontecido.... ele me perguntou se eu ja tinha transado com o Giovanni quando eu estava na Italia e eu disse que nao, que nunca o trairia, que eu tina contado que a unica coisa que aconteceu foi o beijo com o Marco e isso pq eu estava bebada.. e nada mais... ele perguntou se eu nao queria que ele falasse com o Giovanni e desfizesse o mal entendido... eu disse que nao... se ele nao teve coragem de me acordar para me pedir explicacoes e ja foi tirando conclusoes precipitadas e pq nao gostava realmente de mim.... E assim foi.... mais 2 meses se passaram..... eu estava ajudando o Paul e sua noiva Eumorfia nos preparativos do casamento... quando eu comecei a passar mal, fiquei enjoada e fui ao medico... e descobri que estava gravida.... chorei de tristeza e alegria... fiquei feliz de estar gravida mas triste em saber que o pai do meu filho nunca iria acreditar que o filho era dele (P.S.: ja nao e a primeira vez que eu sonho que o pai do meu filho nao acredita que o filho e dele)... eu fui levando... o Paul achava que eu deveria contar sobre a crianca... mas eu nao queria.... eu ja estava com 7 meses quando chegou o dia do casamento... eu era a madrinha.... estava muito feliz pelo Paul...
- Enquanto isso eu tava na Italia... comecei a sair com varias para ver se eu a esquecia... mas nao adiantava.... entao conheci a Marcella, ela era um amor de pessoa e eu tinha certeza de que ela nunca iria me trair..... sua prima grega estava para casar, mal sabia eu que a prima da minha namorada iria se casar com o ex-namorado da taty.... e fomos para o casamento na Inglaterra.... chegando la qual ano foi a minha surpresa ao ver a taty no altar, com um barrigao... como madrinha.... fiquei mais confuso ainda ao ver o ex namorado dela esperando pela noiva... e foi ai que entendi que eles nao estavam juntos.... mas se ela estava gravida dele...... e perguntei pra minha namorada quem era a madrinha.. e ela disse que era a ex namorada do noivo, que estava gravida de um italiano que nem quis assumir o filho.... Na mesma hora eu gelei.. de um italiano.. sera que o filho era meu...... eu nao via a hora do casamento acabar pra colocar tudo aqui em pratos limpos....
- No meio do casamento eu nao acreditei quando eu vi o Gi sentando na igreja... e de maos dadas com uma loira.... me segurei para nao chorar e fingi que nada tinha visto..... fomos para a festa de casamento....
- Logo na hora de cumprimentar os noivos eu perguntei pro Paul... esse filho e meu? E ele me disse que sim... que ela nunca tinha ido pra cama com mais ninguem desde que tinha voltado d Italia, que assim que ela chegou na Inglaterra eles tinha se separado...
Entao eu tive que pensar em algo... ela era a mulher da minha vida, estava esperando um filho meu, e eu tinha sido um estupido.... Conversei com minha namorada... que ficou louca da vida, que me deu um tapa na cara e que voltou para a Italia no primeiro aviao... eu sai da festa mas antes pedi a chave do apartamento dela para o Paul...
- Cheguei em casa depois da festa mal... meus pes doendo por causa do salto, com dor nas costas... deitei na minha cama e derrepente o Gi senta do meu lado.... olha pra mim, e comeca a chorar, me pedindo desculpas, dizendo que tinha feito tudo errado, que seria o homem mais feliz do mundo se estivesse ao meu lado....
- E eu sou, voce sabe disso.... Depois de muito choro ela aceitou casar comigo.... acertamos todas as suas coisas na Inglaterra e ele mudou comigo para a Italia.... Resolvemos construir uma casa adequada para nos e nossos filhos, ja que a casa em Roma era grande mas nao tinha muito espaco para criancas.... O meu irmao ficou muito feliz com tudo.. e de saber que seria tio...... entao e essa nossa historia.. depois de muitos encontros e desencontros estamos aqui, na nossa casa, com os nossos dois filhos... e cada dia mais felizes...
- Com certeza....
- Nossa... a historia de vcs e realmente incrivel.,.. so quero ver como vou conseguir resumi-la para colocar junto com a materia sobre a casa de vcs....
- e verdade... nem acabei de mostrar a casa... amor, coloca a s criancas no banho enquanto eu mostro o resto da casa... vc vai ficar para o jantar?
- Na verdade nao posso.. eu vim mesmo para fazer a parte jornalistica da materia... amanha vem o meu pessoa tirar as fotos.....
- Poxa.... que pena... mas ok... vou te mostrar.....
E eu fui mostrando para ela.. a sala de jantar, a sala de almoco que tinha uma passagem estilo americana para a cozinha.... depois voltamos para a sala e fomos para o segundo andar.... la era o salao de festas, a sala de estudos, o quarto de brinquedo das criancas, o salao de ginastica, e essa parte ficava no nivel da churrasqueira e da piscina.... depois fomos para o 3o andar, onde tinham mais 5 suites... sendo a minha master....
- Realmente essa casa e maravilhosa.. e a vista e espetacular...
- Vc tem que ver na primavera... quando os campos estao cheios de flores.... abrimos a janela e sentimos o cheiro... e maravilhoso....
A jornalista foi embora... o Gabriel e o Enrico estavam ja de banho tomado.. sentamos todos para jantar.... e fim hehehehe meu sonho acabou... acordei com o meu irmao em dando beijo.... ai ai....