Mudanças e recomeços

Como essas duas semanas foram de total loucura, acabei deixando passar um assunto importante, o casamento da minha amiga e assistente, a Dani...
Foi no sábado antes do dias das mães.... foi bem legal, ela estava linda e muito muito feliz...
Quem me conhece sabe a opnião que eu tenho sobre festas de casamento... acho que se a pessoa sempre sonhou com isso, ou se por motivos religiosos acha importante fazer, tem mais é que fazer... como eu não tenho motivos religiosos para isso e deixei faz tempo de sonhar com casamento como uma forma "milagrosa" de felicidade, não vejo pq faria uma festa...
1o pq eu acho que é muito dinheiro, acho que uma festa bem simples não deva sair por menos de 20.000 reais... se um casal esta começando a vida, com certeza tem que comprar um ap, montá-lo, se já tem tudo isso... poxa.. faz uma mega viagem.. guardo o dinheiro.... sei lá...
2o pq eu não sou muito amiga de dar festas... acho que se a pessoa é preocupada com os outros (como eu sou) acaba se estressando muito nos preparativos e, depois, vai ficar encanada se tudo está correndo bem, se as pessoas estão sendo bem servidas... e convenhamos, a festa é para que o casal se divirta...
Então é o que eu falo, não posso dizer que nunca farei uma festa de casamento... se eu casasse com um cara mega, multi milhonário (sim, rico só não basta, tem que ser rico ao ponto do dinheiro que irá ser gasto na festa não ter "utilidade") eu faria, ai sim.. num castelo na França, no estilo da Cicarelli hahahaha... fretaria avião para todos os meus conhecidos (sim, sim, não só os amigos) irem pra festa... qq marido que tivesse menos dinheiro que isso eu só casaria se ele tivesse uma religião muito forte ou que realmente fizesse diferença para a vida dele esse casamento...
Eu acho que penso dessa forma por estar tão cercada de homens desde a mais "tenra idade".... na maior parte da minha vida só tive amigos homens e posso garantir que a grande maioria não sonha em casar assim "certinho"...

De qq forma, a intenção do post não era isso... era falar de mudanças e recomeços... acho que toda a mudança, seja mudar de emprego, país, casar, até mudar a dieta, trás profundas alterações para a vida de quem nos cerca... isso me lembra muito o filme efeito borboleta...

A minha querida Dani passou por momentos difíceis pré-casamento, e tentei estar ao lado dela e dar suporte ao máximo que pude.... o que me deixou bem feliz foi, no dia do casamento, ao conhecer sua mãe, receber um abraço bem apertado e escutar um "obrigada por tudo o que vc fez pela minha filha".... o que eu fiz foi o que eu gostaria que fizessem comigo... me dar a mão, me ouvir e me aconselhar...

Essa coisa do casamento dela mexeu comigo.... fico pensando se um dia eu irei casar (sem festa), isso me faz ter certeza de que com marido ou sem marido quero ter uma penca de filhos (sim, isso eu tenho certeza, eu NASCI PARA SER MÃE).... não sei se é a crise do "estou começando a deixar a década dos 20 e poucos anos"... sim, esse ano faço 26 e é o começo da aproximação dos 30.... ai eu paro para pensar no que eu fiz na última década da minha vida.... e concluo que me enganei... de algumas maneiras diferentes.... no começo da década foi a ilusão de que o dinheiro resolveria muita coisa... depois a ilusão de que estar em forma era o suficiente para ser feliz... e durante todos esses anos arrastando, literalmente, minha formação acadêmica.... graças a todas as forças do universo que possam existir eu resolvi ir pro Canadá o que me motivou a terminar logo, o mais rápido possível a faculdade...

As vezes eu me sinto como o rio pinheiros... lá... cheio, sem vida.... minhas águas já não fluem... fico lá, "parada" vendo a vida passar nas minhas margens... mas, as vezes, como vi outro dia, vejo que nessas mesmas margens ainda existem um pouco de vida... girassóis que conseguem, mesmo em meio a tantas dificuldades emocionais, de tanta tristeza florescer.... ainda bem que ainda acredito que o futuro será melhor... ainda bem....
DSC00542