Perda de tempo ou parte do processo?

As vezes fico pensando nesses longos anos de facu... Só para atualizar os novos leitores, estou desde 2002 fazendo facu de engenharia... Ai vcs pensam “caraca, que burra”... o “pior” é que não sou... modéstia a parte, sou bem inteligente... mas...
Eis que caminhando da facu pra minha casa penso... meu.. o que me trouxe até aqui... até o dia de hoje... será que perdi tempo pq sou vagal ou isso foi parte do processo pra crescer...
Fico pensando em como seriam as coisas se eu tivesse me dedicado as coisas certas na horas certas... em 2006 teria me formado engenheira... ummmm.... não teria a experiência de trabalho que tenho, não teria aprendido, mas, com certeza teria sofrido bem menos.

O que eu concluo é que eu tenho dois grandes defeitos que, juntos tornam-se uma bomba-relógio na minha vida sou meio megalomaníaca, ou com mania de grandeza (quero ser a melhor, quero ter o melhor... não quero ser gerente.. sonho em ser CEO...) e me cobro muito... ou seja... se as coisas não são perfeitas e grandiosas não dou valor.... ou seja... se eu não passei no ITA (como era meu desejo megalomaníaco) qq facu era meia boca... se não morasse na Inglaterra não poderia ser feliz em outro lugar...

Hoje, aos 26 anos, finalmente estou começando a perceber que é no meio termo (sempre fui 8 ou 80, me ame ou me odeie... amor ou ódio) que efetivamente está a virtude... engraçado.... hj na facu tínhamos que pegar um livro na biblioteca... e agora tem uma nova regra que temos que apresentar, além da carteirinha da facu, um documento com foto... eu não tinha nenhum documento comigo e minha amiga, que só me conhece a 1 ano, vira e fala “nossa Taty, vc vai armar o maior barraco lá né?” hua hua hua... meu... nem pensei nisso.. simplesmente pensei.. “ok, pego amanha”... ela ficou chocada... a Dani, minha assistente tb anda chocada como estou calma... como coisas que, geralmente me irritariam me incomodam, mas em 2 minutos já estou falando de outra coisa...
Sei lá... por mais duro que seja meu caminho... por pior que tenham sido minhas escolhas, minhas estradas totalmente tortuosas (trocar 4 vezes de facu) eu, finalmente, me formo ano que vem, faça chuva, sol... e acho que esse caminho me preparou para aproveitar o que eu tenho e o que quero ter....

O que tenho... minha família, minha casa, minha dog mais linda e perfeita... o que quero... minha liberdade... esse caminho me fez perceber que, mais do que ser CEO.. do que conquistar o mundo.. eu quero qualidade de vida... eu quero tempo para saborear a vida... para vive-la e não, simplesmente, “passar” por ela....