Desabafos de um domingo qualquer


Tem vezes que eu concluo que não poderia ser outra coisa que não engenheira.... tem vezes que eu acho que deveria ter feito psicologia.... O que eu acho é que esses dois mundos formam muito a pessoa que sou....

de um lado a racionalidade desmedida... mas é tanta racionalidade que o o inconsciente tem medo... e ai entra o lado psicóloga... Eu disse em outro post que tinha uma coisa pra contar... o que eu tenho pra contar é que estou cumprindo o final da minha pena... seja de viver com quem vivo, de trabalhar onde trabalho e desse martírio que se tornou a graduação...

sim... martírio... pq, para um pessoa inteligente como eu (sem falsa modéstia, ok?) ficar patinando com uma coisa tão óbvia e simples é, claramente, por falta de "acerto" emocional...

Desde que coloquei o Canadá como objetivo isso me ajudou muito... antes eu não via claro o que seria depois de me formar... claro que não sou o tipo de pessoa que não termina a faculdade por adorar estar nela e pela mega vida bacana que tenho lá... isso foi no começo, quando eu passava mais tempo curtindo os amigos e as cervejadas... depois virou o puro sentimento de "e depois?" e esse sempre foi meu problema...
tendências suicidas de tentar ser "mãe Dinah", de tentar prever o futuro... de fazer mil planos, de traçar estratégias, de pensar em todas as possibilidades que podem acontecer, tanto pro bom, quanto pro ruim e não ver que, na verdade, o meu maior inimigo eram exatamente esses pensamentos...

Fomos almoçar outro dia no shopping com o pessoal do trabalho... papo vai, papo vem, chegamos ao assunto de "concentração".... é engraçado saber como as pessoas, que convivem todo dia com você, mas não te conhecem profundamente, te enxergam... e as pessoas acham que sou uma pessoa "focada, determinada e concentrada".... vejamos...

focada... depende do ponto de vista... talvez para a maioria das pessoas que acorda todos os dias e não precisa de algo que as motive a seguir em frente, talvez eu tenha foco... além disso eu tenho um bom sentido de urgência... eu sei quando algo é realmente importante, eu sei o timing das coisas... talvez isso dê essa impressão..

determinada... eu sou a rainha de começar e não terminar... mas na vida pessoal... na profissional eu sou o meu oposto... eu NUNCA deixo nada para o dia seguinte, para o prazo final... eu sempre termino tudo quase que instantaneamente.... eu sou a rainha do (no unread items).... eu odeio pensar que existe uma informação que pode ser usada, que está a minha disposição e eu não a conheço.. eu chego de manha para trabalhar e vejo todos os meus e-mails em 1 hora... depois disso já encaminho os que tenho que encaminhar e marco os que tenho que fazer followup... em seguida separo os que eu tenho que responder em 3 categorias (aguardando resposta de terceiros, enviar depois e ações imediatas).... obviamente respondo todos os que são de ação imediata, depois os enviar depois e por ultimo deixo meio que "desenhado" o que estou no aguardo de infos... e para não correr o risco de que e-mails de resposta interrompam eu, geralmente, mando todos os e-mails de uma única vez (antes de sair pro almoço).... dessa forma, as pessoas chegaram do almoço e poderão, durante a tarde, desenvolver o que enviei... pq o que me da mais raiva é alguém que manda um e-mail as 4:55 achando que vai ter resposta... esquece... (acho que tudo isso não me torna determinada, e sim metódica)

e o ultimo ponto.. concentrada..... só os deuses sabem como é difícil a minha concentração quase inexistente aparecer... eu só consigo me concentrar em coisas realmente interessantes.... e quando eu me concentro eu pareço um búfalo descontrolado (leio 350 páginas em um dia / faço todos os exercícios de uma única vez / vejo 4 temporadas de um seriado em um mes).... mas só pro que me da extremo prazer... para as obrigações é um martírio.. acho até que por isso eu sou tão metódica no trabalho... pq assim eu consigo terminar todas as tarefas.... mas a maior prova da minha falta de concentração são as coisas que me irritam quando eu preciso me concentrar... por exemplo, no trabalho eu tenho a eterna briga dos rádios.. de um lado fica uma mulher que coloca rock (Kiss FM), do outro musica de dentista (Alpha Fm) ... todas as pessoas que sentam perto de mim dizem que não escutam as musicas, ou só escutam quando está silêncio.. eu escuto... e o pior, eu escuto principalmente a parte aguda das musicas... o que me deixa com raiva..... eu sempre estou ouvindo todas as conversas de todo mundo... eu posso estar falando com vc, olhando pra você, as palavras saindo da minha boca mas eu estou ligada no que outras 3/4 pessoas estão falando... quase sempre eu consigo dominar todas essas conversas e assuntos em paralelo, mas as vezes sai algumas coisas que eu acho que falei e não falei (como o dia em que estavam falando de adoçante liquido, eu ouvi um outro assunto sobre sabonete, lembrei de uma historia sobre sabonete liquido e falei, para as pessoas que estavam falando de adoçante "por falar em sabonete..." claro que todo mundo morreu de rir e me chamou de louca...). Barulho de um modo geral me irrita muito. Meu quarto é na passagem para cozinha... minha parede é a mesma da pia... o barulho da água pelo encanamento me acorda... me deixa louca.... OMG se sou assim aos 26 anos, imagina quando eu chegar nos 70....

Bom, tudo isso era pra dizer que eu, definitivamente, não devo bater bem... hua hua hua... não não... isso foi só um desabafo mental de alguém que acordou as 6 horas (do horário de verão) em pleno domingo pq não conseguia "parar de pensar..."