Magra & Poderosa

Livro bem humorado (até certa parte). Esperava mais do livro... mas descobri, meio tarde que é um livro pra quem quer virar vegetariana... definitivamente não é o meu caso... por mais que eu tenha uma vontade enorme, pena dos bichos, mas não conseguiria viver sem carne... e sim, já tentei...
Tem uma parte bem pesada falando de como a indústria de carnes trata os animais, frangos, porque nem os peixes são bons etc etc... Sou sincera e digo que pulei essa parte... só de ver um documentário no Discovery sobre “como os porcos são mais inteligentes que os macacos” me fez não comer mais o meu tão amado presunto e salame.... não posso ver/ ler mais nada hehehehe...

De qualquer forma, esses são os pontos e informações mais interessantes que tirei do livro.. espero que seja útil para outras pessoas:
Refrigerante é Satanás em forma de líquido

É melhor comer a fruta isoladamente, por sua facilidade e rapidez de digestão. Quando comemos frutas com outros alimentos, elas não passam pelo nosso organismo com a mesma rapidez. Apodrecem e ficam fermentando no estômago. Isso causa gases, inchaço e azia. Recomenda-se comer frutas de estomago vazio, antes de fazer qualquer outra refeição do dia, e esperar trinta minutos antes de comer alguma outra coisa. (Sabemos que nem todo mundo consegue fazer isso, e entenderemos se você ainda não estiver se sentindo à altura do desafio. É só um ideal a ser almejado).
Todas nós sabemos como é difícil ficar longe do açúcar. Mas se você não exorcizar esse demônio, nunca vai emagrecer. Dê uma olhada ao redor, na sua cozinha, à procura de lugares nos quais o demônio possa ter se escondido. Provavelmente, em lugares nos quais você nunca esperava. Dê uma olhada no rótulo de ingredientes dos cereais de café, pães, biscoitos, alimentos industrializados, tudo. O açúcar é como o crack, e os fabricantes de alimentos sabem que, se o acrescentarem aos seus produtos, você vai querer mais.

As autoras recomendam usar adoçante Estévia/ Stevia

Pesquisando na net achei duas informações interessantes:
Texto original
P. Qual é o adoçante menos artificial no mercado?
R. Extraída de uma planta, a Stevia rebaudiana, a estévia é o único adoçante natural que existe. No processo de industrialização, não são acrescentadas substâncias químicas. É um produto totalmente seguro", diz Vanderlí Marchiori, da Associação Paulista de Nutrição. Mas preste atenção no rótulo, pois já tem adoçante que combina estévia e ciclamato. E há um probleminha: "Quem não está habituado à estévia demora alguns segundos para perceber o seu sabor adocicado e exagera na quantidade, o que deixa sabor residual", avisa a nutricionista, que ensina usar no máximo dois envelopes ou oito gotas numa xicrinha de café.

Texto original
Esteviosídeo ou stévia: Natural, extraído do arbusto Stevia-rebaodina, muito comum na fronteira Brasil-Paraguai. É cristalino, não metabolizado pelo organismo, pode ser levado ao fogo e não causa cáries. Possui um poder adoçante 300 vezes maior que o do açúcar e não tem calorias. IDA de 5,5 mg por quilo.

As autoras também lançam um alerta:
Pare de consumir produtos que contem aspartame! Isso inclui refrigerantes diet e light e alimentos à base de adoçantes artificiais.

Texto original
"Atendo em meu consultório pessoas com queixas como perda de memória, fadiga crônica e enxaqueca. Na maioria dos casos, após interromper o uso do aspartame, os sintomas melhoram ou acabam", relata Flaquer, observando que o aditivo pode até não ser a causa principal dos males, mas tem grande influência.

Recomendam também que deve ser seguida uma ordem para o consumo dos alimentos:
Outra maneira de fazer o intestino funcionar é prestar atenção especial à ordem de ingestão dos alimentos. Por exemplo, alimentos de digestão rápida e fácil devem ser ingeridos isoladamente, no inicio do dia. Frutas no café da manha. Salada e/ou hortaliças no almoço. Esses alimentos passarão pelo seu corpo à velocidade da luz.

Espero que tenham gostado....