Como NÃO acordar os filhos...

Depois de 26 anos morando com a minha mãe eu posso dizer que sou P.h.D nela... como ela mesma diz (metade da minha vida passei sendo sua mãe)....
Pra quem não sabe, eu tenho um irmão de 16 anos... acho que uma das fases mais críticas de nossas vidas.... no caso, aqui em casa, tanto com ele quanto comigo, o drama sempre foi “acordar cedo”.... somos totalmente notívagos... então acordar é sempre um drama (pq, na melhor das hipóteses vamos dormir lá pela 1am...) E nossa vida é tão louca que temos que cursas nossos idiomas (meu caso francês, no dele inglês) aos sábados...

O processo da briga da minha mãe com ele começa 1:15 antes do horário em que ele tem que estar na aula... ela vai no quarto e acende a luz (começa o processo do ódio mortal).... depois começa a gritar do quarto dela “Guilherme, levanta....” Nessas horas eu que estava dormindo acordo, e com raiva (depois ela pergunta pq eu fico puta com ela...) e ele, nada de acordar...
10 minutos depois ela vai no quarto dele e começa a gritar.. e eu sempre digo a mesma coisa “vc vai acordar os vizinhos”... ai ela range os dentes (para tentar não gritar tão alto) e continua no “Guilherme levanta”.... Ela vê que não surtiu efeito. Claro, ela deixa ele sair de sexta, ele volta tarde (pq ela manda ele voltar pra casa e ele enrola), tá cansado da semana toda.... é matemático que ele não vai acordar.... Ai começa o “Que decepção.... Guilherme, meu dinheiro não é capim... Vc vai ver, qq coisa que vc me pedir eu vou dizer não.... Vc não vai jogar bola hj...” e ele responde com um sonoro “Foda-se”....

Definitivamente não é assim que se acorda um filho.... fala sério... eu SEMPRE disse pra ela (pq ela me acordava do mesmo jeito) que não se acorda ninguém ascendendo a luz do quarto, tirando cobertor... vc irrita a pessoa... acho que o papo tem que ser outro... pq isso me lembrar aqueles chefes malas que ficam te vigiando... tem sim que cobrar do filho responsabilidade... fazer um acordo “olha, eu quero que você vá em X% das aulas”... o que vamos combinar é qual será sua “pena” se vc não for... E qual será o “prêmio” por ter ido (sei que muitas pessoas são contra, quem acham que é a obrigação do filho... mas as pessoas são movidas por interesse... e não no sentido ruim da palavra... mas no “o que eu ganho com isso”... uma pessoa, em formação de 16 anos, não entende pq “uma aula a mais ou a menos vai fazer diferença”)... E combina com co filho o “castigo (tipo não sair de sexta, redução na mesada, etc etc) no final do semestre pega o boletim, não foi? Paga a pena...
Simples... e dá um radio relógio pra ele... ele que tem que se acostumar a ter compromisso, obrigações.... pq fica nessa coisa de “grita pra lá, grita pra cá”... ela fica estressada, ele puto... eu ouvindo o que não teria... ai eu acordo irritada, brigo com ela... e por ai vai....

Não sou entendida em filhos... mas sei por experiência própria como eu queria que tivessem feito comigo...

- - - - - - - - - -
Atualização
- - - - - - - - - -
Pra vcs verem como tenho razão...
Mãe: "Guilherme, vc vai jogar bola mas volta direto pra casa... E vc só vai pra não ficar largado na cama"
Ha ha ha.... vcs acham que ele está com remorso de não ter ido pro inglês? I don't think so...