Vaga VIP no céu?

Até que ponto devemos abrir mão de algo em detrimento do que prometemos para outra pessoa?

Hoje me deparei com duas situações sobre esse tema. O primeiro foi meu avô... veio aqui em casa e estávamos conversando sobre o imóvel que ele tem e está desocupado de inquilino... papo vai, papo vem e ele me disse que existe a possibilidade de alugar para um cara A, este cara mostra interesse pelo local a muito tempo, mas como meu avô estava brigando na justiça para desejar o inquilino anterior não tinha muito o que fazer. Pois bem, agora que o local está desocupado meu avô está sendo enrolado por A a quase um mês que diz que “esta vendo algumas coisas”. Nesse meio tempo aparece um cara B, que parece ter até mais “Power” do que A para o aluguel... meu avô disse que nem ouviu a proposta pois “prometeu para A que ele tinha a preferência”.

Na segunda situação, estava conversando com minha mãe... pra variar sobre dinheiro e a falta dele... temos um apartamento na praia que está alugado. Como o imóvel está no meu nome e no nome do meu irmão que é menor de idade é bem difícil vende-lo... na verdade é mais burocrático, pedir para juiz etc etc... porém a minha mãe tem uma alternativa, que seria emancipar (tornar o meu irmão responsável antes de completar 18 anos) mas ela é contra... mais um pouco de conversa e ela solta “ah, mais coitada da inquilina... eu prometi para ela que só venderíamos o apartamento quando seu irmão tivesse 18 anos”...

Vejamos os dois casos... no do meu avô ele pode perder a chance de fazer um negócio bem melhor com B, ganhar mais no aluguel mensal mas pensa primeiro no cara que nem inquilino dele é.... No caso da minha mãe ela está perdendo dinheiro (pois o que cobra de aluguel não é suficiente para cobrir os gastos de condômino e IPTU do apto que nem dela é) mas tem dó da mulher...

Será que eu sou egoísta de mais ou eles que querem uma vaga VIP no céu?

Feliz Coelhinho!!!


Boa páscoa para todos!!!!