Eu acho q quando o seu maior medo se torna realidade e de formas e em niveis diferentes a vida começa a ter um novo significado, a pessoa se transforma.. eu sempre tive medo da perda.. sempre tive medo de ficar sozinha.. e a única coisa acontece na minha vida é ficar sozinha.. cada dia mais e mais... começando pelos meus namorados e terminando pelo meu pai... é tão foda perder pessoas que se ama, que vc daria a vida por elas... acho que por isso estou cada vez mais com medo de me envolver e estou a tanto tempo sem formar nada solido com ninguém... não consigo.. pois inevitavelmente vem aquele sentimento de perda.. sabe... meu coração ficou calejado... doido.. sofrido.. o pior é q as pessoas acabam se magoando por gostar de alguém assim.. pq a minha capacidade de amar é incomensurável agora a minha capacidade de me envolver esta ficando cada vez menor.. e qq coisa me deixa mal, com medo... cada vez mais medo... desde uma garota dizendo q vai roubar o meu melhor amigo até a pessoa que eu gosto dizer que sou complicada.. sim eu sou.. mas eu gostaria que eu não tivesee passado por tudo que passei, talvez fosse mais uma garotinha de 18 anos.. mas será que a felicidade não seria algo mais fácil... sabe... o meu príncipe encantado não viria a cavalo e sim com um par de algemas pra me atar a ele... não q eu queira alguém 24 horas comigo... não não.. mas é foda trabalhar com incertezas.. acho q por isso quero tanto fazer eng.. nada de possibilidades.. tudo ali, certo e definido na ponta de um lápis... todas as possibilidades e variáveis são definidas, tudo pode acontecer e vc esta preparado pra esse tudo mas a vida real.... merda de vida real q só me prega peças... que judia cada dia mais e mais de mim e do meu coração... ou por não ter ou por ter e não poder.... foda isso... como eu queria que o mundo fosse tão lógico quanto os meus pensamentos, sistemático.. lineares... com começo, meio e fim.... como eu queria poder sair dessa area de criação e e poder atuar mais na minha vida e na minha existência e não deixar grande parte na mão de segundo, terceiros... Mas por outro lado me bate aquela coisa.. será q meu destino não é ser mais uma daquelas mulheres de negócios, sozinhas, e vivendo em um mundo de aparências... será que meu futuro não é estar mais tempo num avião do que em solo e perder real contato com todos a não ser com o analista... não sei... o foda dessa visão católica empregnada no meu cérebro e que me remete a frase "o futuro a Deus pertence" deus uma porra... deus não existe... ou se existe esqueceu da minha existência.... sei que pode parecer egoista.. afinal tem pessoas na guerra e morrendo de fome.. FODA-SE se meu problema fosse esse eu estaria pensando em resolver esse problema... odeio pessoas que diminuem o problema dos outros... esse é o problema de quem vê a luz, mas ao mesmo tempo não consegue tirar s amarras da caverna... quero sair... não quero viver no mundo das sombras.. nem da religião, nem dos conceitos, nem de nada.. quero seguir os meus dizeres, os meus pressagios.. e as minhas opiniões... mas como... sozinha? foda que eu não consigo ver de onde tirar essa força de uma pessoa tão sem projetos.... projetos que sempre acabam por falta de verba dos contratantes.. e nunca por falta de disposição da empreiteira....