Evita

Aniversario da morte de evita... Adorei o comentario de ontem do Arnaldo Jabor sobre isso. Quem quiser ver a reportagem CLIQUE AQUI.

"Saudades de Evita

Evita surge e morre justamente no inicio da decadencia da riqueza da Argentina no inicio do seculo XX. Era uma riqueza sem base, passageira, que contaminou a consciencia argentina com uma ilusao irrealizavel. Sonhando com Evita, que pregava justica pela caridade e assistencialismo, a Argentina passou os ultimos 50 anos sem se preparar para uma democracia real, produtiva.

De certo modo, Evita parece a propria America Latina. Ela e o mito substituindo a verdade politica, ela e a esperanca infundada num milagre, ela e o desejo de justica secular sem os instrumentos para realiza-la, ela e Peron eram o substitutivo paternalista e populista de uma democracia que jamais vinga entre nos.

Hoje, depois de uma vaga euforia democratica dos ultimos anos, mergulhamos de novo no populismo e no milagre impossivel. Hoje, como ha 50 anos, estamos na mesma. Sem base. Sem cultura politica. Sem dinheiro. Nao temos de chorar mais por Evita.

Temos de chorar pela permanencia do seu mito. Santa Evita e a santa padroeira da tragedia latino-americana. "