5 dias

Depois de exatos 4 anos e 5 meses, nesta sexta-feira, dia 05 de fevereiro será meu último dia de trabalho...

Lembro muito bem do dia em que a Cristina, do RH, que nem trabalha mais lá me ligou, depois de 3 meses do dia em que eu fiz a entrevista para me dizer que eu estava contratada...

Já contei a história toda pra vcs.... mas é que vai chegando a data...

Lá é o meu 1o emprego... me despedi de quase todos os meus chefes (tem um que eu não vou nem dar tchau...)

O que eu fiquei feliz é que estou saindo numa boa... se não fiz mais foi por falta de oportunidade e não de vontade...

Tem algumas frases que me disseram que não quero esquecer:

Chefe: Enquanto eu tenho que empurrar os outros funcionários, vc eu tenho que frear

Ex-Chefe: Não posso levar o seu desempenho como padrão pros outros, pq vc está acima da média

Outro ex-chefe: Se eu posso te dizer uma coisa, foi uma frase que meu pai me disse "Seja bom, mas não indispensável, pois ninguém nunca quer abrir mão de quem é indispensável"

Levando essas frases em conta eu penso... eu tenho razão de me achar foda... pq eu sou... e eu confio muito no meu taco.. isso pq, vc pode me colocar pra trabalhar de lixeira que eu vou tentar ser a melhor do mundo... eu vou pensar em mil maneiras de engajar o pessoal, de convencer as pessoas a fazer coleta seletiva etc

E não foi diferente lá... nos três cargos que eu tive eu decidi ser a melhor.. o problema é quando vc bate nessas barreiras de "freio"... ou então quando as pessoas ficam incomodadas pq vc está acima da média... eu sempre entendi tudo muito rápido...

O ex chefe que eu não vou nem dar tchau ficava puto pq, quando ele me chamava na sala dele e me pedia alguma coisa eu nunca levei caderno pra anotar.... eu não preciso anotar... eu preciso entender... se eu entendi o que ele quer eu vou fazer isso da melhor forma possível...

A vantagem dos dois chefes que eu trabalhei mais além desse é que eles confiavam cegamente no meu trabalho... claro que eu conquistei isso, não foi do nada...

Tive muitos problemas lá, principalmente por ser um ambiente extremamente machista, patriarcal e retrógrado, mas posso dizer com orgulho que fiz limonada do limão e, nos últimos anos uma torta de limão com essa limonada...

É claro que tudo tem um preço na vida... a escolha por ter essa mega experiência de trabalho na minha área, de engenharia, de saber muito sobre Engenharia de Produção é que eu ainda não me formei, que descontei em áreas pessoais algumas frustrações...

Mas não em arrependo.. e esse ano eu me vi com a escolha de me formar e cuidar de mim ou continuar lá... e acho que fiz a escolha certa...

As vezes temos que dar um passo pra trás para dar dois pra frente...

A maior perda de tudo isso é não conviver mais por 9 horas por dia com minhas amigas tão queridas que fiz ao longo deste tempo...

Mas, no que depender de mim tentarei ao máximo não perder o contato...

You have to learn to crawl. Before you learn to walk...

5 comentários

Renata disse...

Ai amiga... fico mto feliz de saber q vc ta se dedicando mto na sua vida!!!
Acho q vc merece o melhor!!!
Já te disse e repito: Qro te ver formada hein?!
Boa sorte =]
Bjooos

Sara e Vitor disse...

Oi Taty!

Muito legal a experiência que você teve em seu trabalho. Se esses elogios fossem para mim, também pensaria que eu era PHODA! Como diz a música da Pity! Hehehehe... Mas, não é para menos, não é? É muito gratificante escutar coisas assim depois de muito trabalho e dedicação!

Parabéns pelo desempenho!

E o pensamento é esse mesmo, temos que ser O melhor naquilo que nos propusemos a fazer! Grande lição! :)

Beijos,

Vitor

leticia disse...

o ultimo ano de faculdade tende a ser muito puxado mesmo, vc está certa em tirar esse tempo pra vc. parabéns!

Delma disse...

OI Taty

Às vezes eu também me sinto "a fodona", mas não sempre. Mas vc está certa em optar pela faculdade, afinal vc está quase terminando. E eu sei que a faculdade de engenharia é puxada, afinal, eu também curso (estou no 4º ano).
Continuo torcendo por vc.
Beijinhos

Karlson disse...

Depois conta aqui como foi o último dia! Teve muito choro?