Estudando no Quebec

Bom, vamos por partes.... post beeem longo mas acho que vale a pena meu trabalho em escrever e o de vcs em ler hehehehe

Neste sábado rolou a feira Estude no Quebec aqui em sampa...

O que ficou muito claro é que o Quebec escolheu mesmo o Brasil como "focal point" na America Latina para atrair novos imigrantes...

Conversei muito com muita gente... tanto das unis quanto do consulado (os canadenses do consulado são um caso a parte, depois conto pq)

Primeira coisa que eu posso afirmar (que eu não sabia antes) todas as faculdade tem, praticamente, os mesmos valores de matricula para o mesmo tipo de curso, ou seja, um curso de engenharia civil na UQÀM terá praticamente o mesmo valor do que na UM...

Segunda coisa é que, por mais que existam estudos, dizendo que uma faculdade é melhor ou pior que a outra, teoricamente todas são iguais... isso pq nenhum curso é mudado, alterado ou criado, bem como suas matérias, o que será dado nas aulas sem a autorização do CREPUQ que é o conselho de reitores do Quebec... se pararmos pra pensar nas Universidades Públicas do Brasil acho que não é muito diferente... e acho que no fundo um diploma da USP não vale muito mais do que um diploma da Unicamp ou da Universidade de sei lá onde, todas tem várias áreas de pesquisa e talz (desde que pública.. acho que todas tem nome)...

Ou seja, na hora de escolher a facu que quer estudar tem que ter em mente outros pontos... por exemplo onde quer morar (já entro nesse detalhe), se a faculdade tem professores que estudam as áreas que vc gosta (maiores as chances de conseguir um emprego dentro do campus) etc etc...

É possível ir com um visto de estudante e, nos primeiros 6 meses trabalho no campus... depois, mudar o visto para estudo e trabalho e trabalhar fora...

Perguntei tb se é possível, com o visto de estudante, pedir o de residente permanente, o cara disse que não... mas eu acho que isso é pra quem tá na graduação.... pq se eu preencho os requisitos não vejo pq não poderia... mas... em todo caso, essa é a informação oficial...

Onde estudar...

Na verdade existem 7 universidades no Quebec... todos vão dizer, não, são 17... não, são 7.. as outras 10 são Campi das Universidades ou associadas... vcs vão entender..

Universidades Anglofonas:
Bishop's University - Sherbrooke
Concordia University - Montreal
McGill University - Montreal

Universidades Francofonas:
Université Laval - Cidade do Quebec
Université de Montréal
           Université de Montréal - Montreal
           HEC Montréal - Montreal
           École Polytechnique de Montréal - Montreal
Université du Québec
           Université du Québec en Abitibi-Témiscamingue - Rouyn-Noranda
           Université du Québec à Chicoutimi - Chicoutimi
           Université du Québec à Montréal - Montreal
           Université du Québec en Outaouais - Gatineau
           Université du Québec à Rimouski - Rimouski
           Université du Québec à Trois-Rivières - Trois-Rivières
           École de technologie supérieure - Montreal
           École nationale d'administration publique - Cidade do Quebec,                                  Montreal, Gatineau, Saguenay e Trois-Rivières
           Institut national de la recherche scientifique - Cidade do Quebec
Université de Sherbrooke - Sherbrooke

Agora, pq falei que temos que ver bem onde queremos morar? Olhem no mapa...
Ou seja, pra quem quer estudar, pra quem precisa validar diploma em alguma ordem, etc etc temos que planejar bem o local pra ter uma uni por perto..

Resumindo, 7 campi estão em Montreal e 3 na cidade do quebec... mais 4 nos arredores entre as duas cidades e o resto bem longe desse "centro".... Sendo que 2 das 3 anglofonas em Montreal...

Vamos ao segundo ponto... áreas de estudo dos professores...

Diferentemente do que acontece no Brasil, é possivel ser apenas professor... isso faz com que os professores das universidades sejam professores-pesquisadores... claro que isso não influi muito na vida de quem está fazendo apenas o bacharelado mas pra quem está procurando mestrado e superiores é de máxima importância...

Agora, antes de continua, quero contar um fato engraçado...
Estava conversando com a representante da École Polytechnique e perguntei se poderíamos conversar em inglês, ela disse que tudo bem... um amor a moça... a 1a coisa que ela perguntava para as pessoas é em qual área tinha feito o ensino médio... ai eu expliquei pra ela que no brasil não existe essa divisão, que aqui temos todas as matérias e ela arregalou o olho... hua hua hua.... ai ela começou a perguntar para as pessoas se elas eram boas em matemética e física hahahaha

Ai, conversa vai, conversa vem eu pergntei pra ela se eles tinham mestrado em Oil & Gas... a mulher não entendia de forma alguma... como assim??? ai eu falei pétrole.... e ela perguntou "vc fala francês?" eu pensei... xiiii fudeu.... hahahahah ai falei em francês "um pouco, eu estudo na aliança francesa aqui em sp, mas estou indo pra Montreal no meio do ano pra melhorar o meu Francês e aprender a falar como vcs..."

Pronto, a mulher desandou a falar rápido e a dizer "mas vc não está entendendo o que eu falo?"... e eu falei pra ela... "sim, pq sei o assunto que vc está falando, vc está falando pra mim, comigo, mas se fosse do nada eu não sei se entenderia"...

hahaha, resumo, a mulher me deu o cartão dela, disse que era pra eu mandar um e-mail assim que eu chegasse, que ela queria muito que eu conhecesse a escola e tudo mais hehehehe super simpática e eu fiquei feliz que entendi tudo hua hua hua

Conversei bastante com o representante da Concordia (foi o que eu mais tirei dúvidas pq nós nos comunicamos maravilhosamente bem em inglês... e ele entendeu quando eu falei "Oil & Gas" hua ha hua acho que a mulher é que não sabia inglês hahaha)

Falei pra ele, que no brasil estamos acostumados a estudar e trabalhar, que se tivermos que só estudar, chegando num país novo, onde nosso dinheiro vale quase a metade fica difícil... e ele disse, nossa mas espera.. temos vários cursos de "trabalhe e estude"... que na verdade, chamam em inglês Co-op Programs... neste programa vc estuda de set-dez tem a pausa de final de ano, depois estuda de jan-abril e trabalha entre maio-ago....

Claro que não é qq pessoa que pode fazer esse curso, vc tem que ser aprovado por um comitê, ter ótimas notas nas primeiras matérias e tal, mas para nós, que já fizemos graduação no brasil e estamos buscando nos adequar aos padrões canadenses é fácil...

Pra completar a minha felicidade ao falar com esse cara, ele me perguntou o que eu queria estudar no mestrado... ai eu falei "olha, pensei em Oil & Gas, pq sei que é uma área forte no Canadá mas tb poderia ser em "produção mais limpa", estou participando na universidade que estudo, aqui no brasil, de um núcleo de pesquisas e tal"... ai o cara fala "meu, engenharia de meio ambiente, sustentabilidade e tal é "A" área da grana no Canadá... com certeza é o mais fácil pra vc conseguir pesquisadores... eles estão com todo o dinheiro"... ai ele me deu o nome de uma professora pesquisadora que, segundo ele é uma "Sweetheart" e que ela poderia me ajudar e me indicar outros professores na minha área mesmo...

Ai eu contei que vou em julho e ele falou "nossa, vai lá conhecer... fala pra pessoa que vc quer conhecer a parte de engenharia e já fala com os professores...."

Nossa, sai de lá muito feliz... com "uma luz no fim do túnel.."

Depois fomos na palestra do pessoal do consulado... hahaha... tenho que contar essa pq é muito cômica...

O cara explicou como tirar os vistos de estudante e tal... ai um cara pegunta:
- quanto custa pra validar o diploma canadense no brasil?
cara do consulado - não sei valores, mas eu validei o meu na USP
- ahn, vc se formou em que?
Juro, o cara do consulado fez uma cara.... uma cara de "como vc tem coragem de fazer uma pergunta dessas... que absurdo..." parecia que tavam perguntando quanto ele ganha por ano, quantas vezes vai pra cama com a mulher... sério, o cara ficou SUPER constrangido.... e disse:
- validei minha pós...

Meu, ok, sabemos que brasileiro é aberto ao extremo, mas o cara do consuldo tá no brasil, falando portugues.... (falava muito bem, só não conseguia ler "êxito" na apresentação do powerpoint hehehe)... poxa, tem que se acostumar com nossa cultura... é o mesmo que temos que fazer quando vamos pra lá.... pra morar.., como ele fez...

hehehe... bom, pra terminar... umas últimas informações...

Pra estudar em uma universidade do Quebec (bacharelado) qq pessoa, sendo de qq país ou de outras provincias do canada tem que OBRIGATORIAMENTE fazer um preparaório... isso pq os quebecas estudam um ano a mais....

ou seja, se vc tiver feito um ano de faculdade no brasil ou qq outro lugar, pode ir pra lá e começar no 1o ano do curso (podendo ou não validar as matérias, depende da facu)... se não, vc faz o preparatório e depois a facu... pra mestrado, pós etc não precisa...

agora valores... esses são da escola politécnica... EM REAIS POR ANO

TAXA ANUAL PAGA PARA A FACULDADE
Bacharelado - 27.400
Mestrado - 19.900 (se for só o curso) 27.970 (se for com pesquisa)
Doutorado - 5.280

SEGURO MÉDICO
1.500

ESTADIA
No campus- 7.390
Fora - 11.610

DESPESAS PESSOAIS (telefone, internet, alimentação, transporte, livros e outros)
10.800

Ou seja.... valores totais no melhor dos casos...
Bacharelado - 27.400 + 1.500 + 7.390 + 10.800 = 47.090 ou 3.925/mes
Mestrado - 19.900 + 1.500 + 7.390 + 10.800 = 39.590 ou 3.300/mes
Doutorado - 5.280 + 1.500 + 7.390 + 10.800 = 24.970 ou 2.081/mes

Lembrando que os valores estão em reais...

Se levarmos em conta que um mestrado na GV, aqui no brasil custa 2.800 reais vale MUITO mais a pena fazer um mestrado no Canadá.... mesmo sem ser residente permanente...

É claro, que pra quem é residente a taxa paga pra facu é beeem menor.... (só como referência, pra residentes o valor é de 5.000 reais por ano com todas as taxas e os valores por créditos)

e pra terminar o post mais longo da história, um quadro de referência de estudos (eu digitei do folder que recebi, se acharem algum erro, me avisem) entre o Brasil e o Quebéc.... (clique aqui ou na imagem para ver em pdf)


espero que este post seja útil para os amigos que estão pensando em ir, e os que estão já no quebec e pensando em voltar aos estudos...

beijocas

10 comentários

Anônimo disse...

ola
eu me chamo Judson
vc sabe alguma coisa sobre a area da saúde para poder estudar la??
se tiver alguma informação me mande no meu email judsonreisferreira@hotmail.com
obrigado =)

Tatiana disse...

Oie!
Eu já fui nesse evento aqui no Rio ano passado. Como sou da área de comunicação o leque não é tão grande e nem muito incentivado... porque jornalista tem que saber muito a língua mas eu n quero trab com isso anyway hehe mas enfim,no ano passado não tinha a Concordia, ao menos no Rio.

Sim, n pode pedir visto de imigrante permamente quando se estuda bacharel justamente por causa da diferença dos valores ($$$) como vc mesma constatou. Mas pode sim, quando a pessoa acabar o curso completo de bacharel lá. O processo é até separado, tá no site de imigração canadá, assim como quem trabalha lá com visto de business.

Eu tb acho que vale muito a pena estudar, até mesmo o bacharel, mesmo sem ser "nativo" (imigrante permanente) porque no final, as coisas aqui saem tão caras (é que pagamos por mês e não "sentimos") enfim... E sem contar que as unis no Canada são muito mais baratas que as unis dos US.

Fiquei sabendo desse preparatório, pq lá eles fazem 1 ano a mais em relação aos canadenses, mas n se esqueça tb que em geral, (europa, america do norte) eles possuem 12 anos de escola (ensino medio) e aqui temos 11 (ao menos na minha época era assim, acabamos a escola com 17 anos +/-)

Anyway hehe esse ano vou lá novamente, aqui será sexta-feira agora.

Ah qto as unis públicas daqui eu acho que sim, umas são pioneiras tem nome, como a USP e a Unicamp pror exemplo. Mas eu acho que muitas hj em dia possuem é tradição, um "nome" mas o ensino n é lá essas coisas, devido as constantes greves, etc Tipo, acho um Ibmec muito melhor (uma das poucas unis que o diploma é internacional) do que fazer uma UFF aqui no Rio por exemplo. MAs isso é de cada um.

T disse...

Oi Taty!!!!
Vamos dia 14 de junho para Montreal!!!!! Me add no msn! Vamos combinar de nos encontrar certo?

Beijos

Taís
www.kebrandoogelo.blogspot.com

Lely disse...

Esse evento parece ter sido bem legal!
Eu estou na esperança de estudar em Montreal depois que a gente chegar e se instalar!
já tenho um curso em mente na McGill.
Mas, como diria Jack, temos que ir por partes! :P Antes de qualquer coisa, minha prioridade é alavancar meu francês! :D

Bjs

Lely

Anônimo disse...

Ah... então você é a menina que ficou insistindo em perguntar sobre obter o visto de residente permanente com os estudos. Tendi. Acho que o Quebeca tambem.

Tatiana disse...

Pois é, aqui foi num salão pequeno, eu nem assisti a palestra sobre Québec.

Acabei não falando com o carinha porque quando eu cheguei na mesa tinha um senhor falando com ele. Depois não masi o vi. Eu cheguei tarde, já estava quase na hora da palestra. Um saco evneto dia de semana rs queria que aqui tivesse sido num final de semana como foi em sampa rs heheh mas de fato, a maioria dos cariocas n iriam lá se tivesse sol rs haha

A madame da Université de Montréal tb é super simpática, pena que eu n pude falar com ela novamente. Mas eu tenho o email dela aqui da outra vez.

Enfim, fiquei tão irritada rs com tudo que fui embora rs hahaha

Claudia e João disse...

arrasou no post :) certeza que vai dar certo e essa luz de fim de tunel vai iluminar bem o teu futuro!! (rs)

quanto ao amor pelo canada.... ele me ganhou quando o cara da imigracao falou welcome to canada.

bjo!

Simples assim... disse...

Fantástico post, estou conhecendo seu blog agora.... ja o linkei ao meu ok rsrrs???? Mega uteis suas informações, estou indo pra lá como residente permanente, aliviada pelos valores serem bemmm menores!!!!! Bjus, Drika.

Paola Tavares Silva Wortman disse...

taty, acabei de descobrir seu blog e quero te parabenizar pelo post. super profissional, detalhado, explicando tudo tin tin por tin tin. GOOD JOB!
beijos, paola

Anônimo disse...

Olá taty, tudo bem?
Estou indo para o Quebec em setembro como residente permanente e meu irmão está pensando em estudar engenharia civil por lá.. Ele cansou de se matar aqui no brasil em cursinho na tentativa de entrar na USP e quando viu o prestígio das universidades quebecas ficou impressionado e super motivado a ir comigo.
Você tem idéia dos preços atuais?
Poderíamos trocar e-mail?
Juliana
jciconi@yahoo.com.br