Vendo a vida no Macro/Micro

Já pararam para pensar que o modo macro da câmera fotográfica deveria se chamar micro? Pela definição micro é pequeno e macro grande... acho que quando decidiram colocar essa função pensaram “estamos mostrando em tamanho grande uma coisa pequena”....
Sim sim, este é mais um post devaneio... pq? Pq as vezes eu acho que vejo a vida muito em um estado e derrepente mudo... é como se eu não conseguisse ver no modo “normal”... seja o macro “macro” ou micro.

As vezes me apego aos detalhes.... fico pensando em mil possibilidades, mil defeitos, qualidades de seja lá o que for.... já reparei que essa fase, geralmente está relacionada ao meu período pré-menstrual.... fico mais nervosa, irritada... irritada com os detalhes...
Depois que passa essa fase vem a macro (realmente grande de ser) que eu penso num ponto no infinito... no meu objetivo maior... e ai saio que nem um trator (geralmente quando eu entro no piloto automático estou nessa fase)....
O que é triste é que quando eu estou no micro eu perco muita coisa que está ao redor... pois é certo e errado, preto no branco.. sim e não....
Quando estou no macro... é tudo um borrão.... de cores... cheiros... tanta informação que eu não processo nenhuma.... elas entram, saem e fica por isso mesmo...

Mudando um pouco de assunto, mas para terminar mais um post sem pé nem cabeça... fica a frase que a prima da minha mãe me disse na ultima vez que esteve no Brasil “Não devemos deixar que elogios ou criticas mudem quem somos... as criticas pelos motivos óbvios, os elogios pois nos deixam com brilho nos olhos que, as vezes, não nos deixa ver nossos objetivos”